Apresentação


Proprietária das Quintas de Covela e da Boavista e da marca de vinhos Quinta das Tecedeiras, a empresa Lima Smith destaca-se como um dos projetos de vinhos mais dinâmicos do Portugal atual. Tem como fundadores dois investidores estrangeiros, Marcelo Lima, brasileiro, e Tony Smith, britânico. Apaixonados pela região e confiantes no potencial dos vinhos portugueses, os dois empresários criaram, em apenas dois anos, uma empresa produtora de vinhos de qualidade com raízes lusas mas com forte capacidade de internacionalização.

Lima e Smith começaram por adquirir, em junho de 2011, a Quinta de Covela, uma propriedade debruçada sobre o rio Douro, nas terras graníticas que ficam na transição entre o Douro e o Minho (na sub-região de Baião no D.O.C. dos Vinhos Verdes), dando-lhe nova vida, através da readmissão da antiga equipa de enologia e viticulture, da renovação da adega e de outros espaços da quinta e da recuperação de vinhas. Fruto do trabalho e do investimento efetuado, dois anos depois, em 2013, surgiram os primeiros vinhos Covela, o Escolha Branco 2012, o Edição Nacional Branco 2012 (o primeiro vinho verde desta propriedade) e o Covela Escolha Tinto 2012. Da autoria do enólogo Rui Cunha, envolvido no projeto Covela desde o princípio, os vinhos Covela têm sido objeto de boas críticas, sendo que os brancos de 2012 esgotaram poucos meses após o seu lançamento. Em 2013, a Lima Smith foi premiada como viticultor do ano pela Revista de Vinhos pelo trabalho feito na Quinta de Covela.

Em julho de 2013, a Lima Smith alargou a sua presença no setor, adquirindo uma propriedade na Região Demarcada do Douro, a Quinta da Boavista. Esta quinta emblemática do Douro, associada sempre ao nome do Barão de Forrester, tem 80 hectares, dos quais 40 de vinhas – e nove dos quais de vinhas velhas quase centenárias - e situa-se junto ao Pinhão. Os primeiros vinhos da era Lima Smith, feitos à base de uma produção cuidadosamente artesanal e levando as marcas Quinta da Boavista e Boa Vista, foram lançados em 2016.

Visando alargar o portefólio do grupo, a Lima Smith ainda adquiriu, em agosto de 2013, a marca Quinta das Tecedeiras e um contrato de aluguel de longa duração, ao grupo Global Wine/Dão Sul. Os primeiros vinhos e azeites Tecedeiras com uma nova imagem de marca sairam em 2014.

Os investidores

Marcelo Lima, nativo do estado brasileiro de Minas Gerais, é acionista do grupo brasileiro Artesia, com interesses em várias áreas, desde a refrigeração comercial à banca.

Tony Smith é britânico, jornalista, ex-correspondente da agência The Associated Press e do The New York Times e ex-diretor da editora Condé Nast Internacional. Tem ligações a Portugal desde 1988 e trabalhou vários anos no país e no brasil como correspondente, editor e executivo. Está à frente da Quinta de Covela desde 2011.

Lima Smith

by fullscreen © 2018 Lima Smith, Lda . Todos os direitos reservados